Antes de reclamar do clima

By Edu, 8 de dezembro de 2009

Mude suas atitudes. Ficar reclamando “Ai que calor”, “Que chuva”, “Que tempo louco”, garanto que não vai resolver nada. É uma perda do seu tempo e pior, do tempo alheio. O clima não é balcão de reclamações, reclamar dele não leva a nada. Você pode, sim, repensar suas atitudes, pensar qual a melhor forma de aproveitar o clima de hoje. Por menor que elas sejam, coletivamente estas atitudes têm a capacidade de mudar não só o clima e seus efeitos, como também suas próprias experiências. Como dizem por aqui, se a vida te der um limão, faça uma limonada.

No sábado passado nevou aqui. Você acorda, olha pela janela e é isso que vê:

Ao invés de ficar reclamando, decidimos dar uma volta a pé. No frio mesmo. O ser humano sobreviveu todos estes anos a situações de extremo calor e extremo frio. Eu poderia ter ficado em casa reclamando de ter que prorrogar todos os compromissos. Se não fosse por essa mudança de atitude, nunca aprenderia como se começa a fazer um boneco de neve – rolando uma pequena bola de neve no chão até que ela cresça. Isso acaba formando uma interessante trilha no chão:

Na minha cabeça (meus paradigmas, minha caixa) nunca parei para pensar sobre isso. Se me pedissem para fazer um boneco de neve, provavelmente usaria minha vasta experiência em construir castelos de areia na praia. Falharia.

Na quinta cairá uma tempestade de gelo. Se eu sumir é porque provavelmente acabou a luz. Já tenho bons planos caso isso aconteça.

Da próxima vez que fizer bastante calor e alguém reclamar do clima, envie este texto para essa pessoa. Além de aprender uma nova perspectiva, quem sabe ela também não acabe te convidando para um suco, uma cerveja. Se isso acontecer, espero de coração que os copos estejam tão gelados quanto meu para-brisas.

Facebook Comments