Década de 2010: Dê boas vindas à transparência

By Edu, 17 de dezembro de 2009

Natal chegando, o ano se vai. Com ele também o fim de uma década que começou com o pavor pelo “Bug do Milênio”, passou por atos de terrorismo, tsunami, guerras e crises econômicas. No Brasil tivemos uma mistura de crescimento econômico e vitórias em diversos setores, mas em contrapartida ainda temos muito o que fazer e, principalmente, um longo caminho de combate à corrupção e ao crime, organizados ou não.

Seja benvinda, transparência!*

Seja bem-vinda, transparência!*



Sou otimista por natureza. Acredito que a próxima década será ainda melhor para o país. Mais importante que os Jogos Olímpicos e a Copa do Mundo serão os avanços promovidos pela transparência, turbinada pelas tecnologias agora disponíveis.

Pense: No início da década atual, que começou no ano 2000, o Google era uma pequena start-up em Palo Alto. Não existia a Wikipédia, seja com ou sem acento. YouTube? Esqueça. Twitter? O termo blog acabara de ser criado, quem seria louco de pensar em microblog? Seu fundador não havia nem iniciado sua primeira empreitada.

Nos próximos anos, teremos uma invasão de “nativos digitais” em nossas empresas e instituições. Se você é responsável por recursos humanos, se prepare para administrar as atitudes e expectativas dessa turma. Se tudo der certo, será também a década em que muito mais start-ups brazucas brilharão nacionalmente e internacionalmente.

Se prepare também para entrar num período onde se por um lado todos os telhados são de vidro, pelo outro todos os cidadãos têm um megafone disponível. O nivelamento acontece independentemente de classe social ou de poder, basta ter acesso a um computador ou celular, e muito mais gente terá. Cada um de nós terá a chance de se utilizar destas novas tecnologias quando e como bem entender, mas manter uma reputação se tornará cada vez mais difícil, principalmente para quem nunca teve uma.

Será uma década mais dura para políticos, mas mais interessante para seus eleitores. Não duvide que mais gente se lembrará em quem votou, e muito mais gente cobrará por resultados, cada um com seu megafone, cada um agora com seu próprio “palanque”. Vale lembrar que enquanto esta década termina com escândalos em Brasília e a desconstrução pública da imagem pessoal do maior nome do golfe, a próxima se inicia com a tradução do Twitter para o português.

            *Elocubrações à parte, sempre quis publicar esta foto que tirei na Juréia,
o faço antes que a década acabe. Não se preocupe em entender.



———–

Update: 01/08/2010 (Edu): Parece que o pessoal do Twitter anda um pouco lento com a tradução para o português. Mesmo assim, ainda acredito que o texto continua fazendo sentido, principalmente com a chegada das eleições no Brasil.


Facebook Comments