Limites de Velocidade Variáveis

By Edu, 1 de dezembro de 2009

Já está em testes em alguns estados americanos um sistema que promete melhorar o fluxo do trânsito e consequentemente reduzir os tempos de deslocamento. A solução encontrada: Limites de velocidade variáveis em alguns trechos. A teoria diz que o “efeito acordeão” (nosso famoso “anda e para”) só serve para aumentar os tempos de viagem e causar mais acidentes. Em se ajustando os limites de velocidade ao longo do dia, é possível otimizar o fluxo de veículos e no final todos saem ganhando.

 

Como funciona: Um sistema monitora a quantidade de carros em determinada via. Quando este número começa a atingir limites pré-estabelecidos, a rodovia automaticamente ajusta os limites de velocidade. É claro que as câmeras que registram infrações também são ajustadas ao longo do dia.

A placa de limite de velocidades é uma placa como a comum (pintada) mas a velocidade é atualizada por LEDs que mudam ao longo do dia.

 

Veja uma animação do sistema usual de velocidade fixa, o “anda e para” que você já conhece.

Agora veja o que acontece quando os limites de velocidade variáveis são colocados em prática:

Links interessantes:

  1. A Universidade de Dresden, em parceria com institutos e iniciativa privada, vem desenvolvendo interessantes modelos para simulação destes efeitos. Para “brincar” com algumas simples simulações que ilustram o fenômeno (em inglês), clique aqui.
  2. Para saber mais sobre a cadeira de Econometria e Modelagem de Trânsito e ver algumas animações em 3D (em inglês), clique aqui.
  3. Para saber mais sobre uma iniciativa para educar motoristas sobre tarefas simples como mudar de faixa ou tentar manter uma velocidade constante (em inglês), veja it’sCARma.com

Vale lembrar que nenhuma dessas iniciativas consegue ser implementada sem o apoio da população. E você, acredita que sistemas como este funcionariam no Brasil?

Facebook Comments