Promovido a entregador

By Edu, 23 de julho de 2010

Ontem tive a chance de participar da palestra de Seth Godin aqui em Washington, DC. Se você acompanha este site sabe o tamanho de minha admiração pelas ideias do autor. A má notícia é que tudo indica (palavras do próprio Seth) que novos livros não virão, Linchpin é provavelmente o último livro escrito por ele.

Resumir as ideias de uma palestra de mais de seis horas de duração não é tarefa simples. Também não é este o intuito. Quero apenas registrar alguns dos pontos que considero mais importantes da apresentação de ontem. Muitas dessas ideias tento transmitir através de exemplos práticos no IdeiasdeFora.com.

Estamos no meio de uma revolução: Tão grande e talvez ainda maior que a revolução industrial. Creio que aqui nos EUA isto seja ainda mais perceptível por diversos fatores, a crise atual nada mais é do que um dos combustíveis para que esta revolução aconteça ainda mais rápido.

Vença o “Lizard Brain” (cérebro de lagarto): Em projetos de inovação isso é fundamental. Para inovar você necessariamente tem que vencer instintos naturais de qualquer ser humano. A mesma área do cérebro que fez nossos antepassados escapar de famintos tigres selvagens tenta sempre nos afastar de decisões de risco. E alto risco é algo inerente a qualquer projeto de inovação. Parece simples. Na prática nunca vai ser.

Ship it: Segundo Seth, um dos ingredientes (talvez o principal) para vencer o “cérebro de lagarto” é simples: Entregue. Entregue mais. Faça acontecer. Não espere autorização, não enrole. Não fique tentando encontrar desculpas (ah, mas eu não tenho capacidade para fazer X, se eu tivesse o equipamento Y com certeza alcançaria Z, ah mas meu chefe… ). Entregue. Não tem tempo ou não tem empregado o tempo de forma a atingir estes objetivos? O que é mais importante, uma caixa de e-mails “limpa” ou mais projetos finalizados?

Não precisa ser perfeito A busca pela perfeição é outro fator que previne que projetos sejam entregues no prazo. Em alguns casos previne que projetos sejam entregues, ponto. Veja o caso do Duke Nukem, ao buscar a perfeição para a segunda versão do jogo, a empresa nunca conseguiu entregar. 8 anos desenvolvendo. Quase perfeito, nunca entregue. O problema está aí. Ao mesmo tempo, é preciso Exceder as expectativas. Dramaticamente. Se você conseguir entregar seus projetos neste intervalo suas chances de sucesso serão quase certas.

Falhe mais Este é um ponto que venho enfatizando há tempos. Se você não estiver disposto a falhar, dificilmente fará a diferença. Dê boas vindas às falhas, tente compartilhar isso com sua equipe.



Além de participar da palestra, fiz parte de um grupo incrível de Linchpins, que promoveram e organizaram o evento por aqui. Ontem fui promovido a entregador. Trabalho para exceder as expectativas, e você?


Facebook Comments