Se sua empresa um dia falhar

By Edu, 1 de fevereiro de 2010

Inspire-se na Toyota.

Pouco tem se falado na mídia brasileira sobre o último recall da Toyota no hemisfério norte, envolvendo o pedal do acelerador em vários modelos da marca. Surpreendentemente, a empresa não só está organizando um recall como também suspendeu temporariamente a venda destes modelos e parou várias fábricas enquanto buscam uma solução para o problema, que será anunciada nos próximos dias.

Anúncio da Toyota no Washington Post

Anúncio da Toyota no Washington Post



 

O problema: Em alguns veículos, o pedal do acelerador “gruda” acelerado (sticky pedal). Parece ser uma falha no mecanismo de retorno do pedal. Alguns acidentes envolvendo mortes estão sob investigação nos EUA. Isso pode acontecer com qualquer carro, de qualquer marca.


 

Me recordo de uma experiência similar, ainda bem pequeno, quando estava na Marginal Tietê com meu pai num Corcel II (!) e o cabo do acelerador rompeu, mantendo o carro acelerado. (Naquela época ainda se conseguia dirigir acima de 50km/h nas marginais) :) Para nós, brasileiros, que dirigimos carros com câmbio manual, a solução é mais intuitiva, a maioria sabe que basta pisar na embreagem ou colocar o carro em ponto-morto e controlar com o freio até encontrar uma forma de parar com segurança no acostamento.

O problema é que americanos, acostumados com o câmbio automático, não contam com embreagem nem estão acostumados a utilizar o câmbio com o carro em movimento. A empresa já informou que os casos são raros e a orientação é exatamente esta, colocar o carro em “Neutro” (ponto-morto) e frear. Outra instrução da empresa é que mesmo que não se coloque o carro em ponto-morto, ao frear com toda força e de uma vez o carro irá parar, mesmo que esteja acelerado e engrenado. Não é intuitivo mas funciona.


Dirijo um dos veículos envolvidos no recall.
Seguindo as recomendações do fabricante, vou continuar dirigindo, certamente mais atento ao problema e como reagir aos efeitos. Muito tem se falado no prejuízo da empresa com sua imagem. Até concordo que a imagem de qualidade que a Toyota carrega será um pouco prejudicada, principalmente entre potenciais futuros clientes. Mesmo assim não creio que servirá de motivo para que seus consumidores atuais troquem de marca. Nenhuma empresa, por melhor que seja, é imune à falhas, e é isso que a Toyota tem enfatizado.

O que se espera numa situação como estas é que uma empresa que falha coloque o consumidor em primeiro lugar, seja transparente e busque soluções, minimizando as possibilidades de que a falha se transforme em acidentes. A Toyota está tomando todas estas ações e indo ainda além, parando fábricas e proibindo a venda de veículos que sabidamente têm o defeito.

Não sei sua opinião, mas tenho a impressão que esta ação deveria servir como exemplo, concorda?

Facebook Comments