Twitter com chocolate v1.0

By Edu, 6 de novembro de 2009

Aos desavisados: Se prepare, este é um texto longo com chocolate no final. Considero este um momento de aprendizado e reflexão. Se você leu o post sobre a Bola do Tempo, esta é, para mim, uma das miçangas coloridas. Nas últimas 2 semanas, utilizei o Twitter mais frequentemente do que jamais imaginei fazer na vida e também muito mais do que imagino usar futuramente. Fiz isso propositalmente, com o intuito de tentar aprender rápido, entender melhor o potencial e conseguir dar opiniões legítimas sobre a ferramenta com base em fatos reais e experiências próprias. O objetivo era chegar neste momento e analisar os acertos e erros e desta forma tentar ajudar quem está começando ou pretende começar a utilizar o Twitter, seja de forma pessoal ou profissional.

Iniciei traduzindo um guia escrito por Chris Anderson, que me ajudou muito a entender o conceito. Se não teve a oportunidade de ler, leia. Distribuí convites do Google Wave para quem me ajudou a promover conteúdos do site ou mesmo para quem precisava e me pediu. Traduzi voluntariamente um TedTalk de um de meus arquitetos favoritos (A propósito, espero fazer mais traduções em breve e encorajo todos que se sintam capazes, é difícil, toma tempo, mas é muito gratificante e se aprende muito). Conheci pessoas incríveis, me decepcionei com algumas outras. Entrei numa discussão desnecessária sobre SPAM e promoções com uma loja de chocolates no Espírito Santo, tudo com o único propósito de tentar fazer do Twitter um lugar mais agradável.

E estas foram as minhas maiores lições:

  • Boas ações compensam: Fiz muita coisa sem ter o objetivo de obter nada em troca. No meu caso, traduzir textos, mostrar diferentes perspectivas do exterior foram as maneiras que encontrei de tentar retribuir às pessoas que estão no país que amo. Faça o mesmo. O Brasil será um país muito melhor se mais gente tiver essa consciência. Dá trabalho, demora, mas além de fazer bem para o ego, o resultado é impressionante.

  • Números não importam: Seguir ou ser seguido é realmente irrelevante. A coisa mais fácil é burlar o sistema e conseguir 100, 200 followers rapidamente. Não caia nessa, isso não terá valor nenhum se você o fizer pelo simples fato de querer ganhar popularidade. Se no curto e médio prazo você não tiver nada útil a acrescentar, seus “seguidores” sumirão com a mesma rapidez que chegaram e você se perguntará, abismado, porque estas pessoas “horríveis e sem coração” te seguem e depois deixam de te seguir. Você também vai ganhar na sua lista um monte de chatos, contas inativas e spammers que no final das contas não te ajudam em nada, até mesmo atrapalham.

  • Não tente ler tudo: Você não irá conseguir. Se sinta à vontade com o sentimento de “perder” informações, é impossível seguir todas as mensagens. Tente achar os melhores conteúdos neste momento e se gostar, promova-os simplesmente dando um retweet (RT). Reconheça e promova o bom conteúdo. Se divirta também (recomendo @bomdiaporque). O que é bom deve ser passado para frente, este é o princípio.

  • Twitter não é Orkut: gostei muito da síntese que consegui fazer, em 140 caracteres:

    Twitter: Busque conteúdo e descubra pessoas sensacionais, busque pessoas e se desaponte com seus conteúdos pífios…2:45 PM Nov 4th

    É assim. O que move o Twitter não são as pessoas, mas o que elas têm a dizer. Encontrei pessoas fenomenais que nunca tinha ouvido falar antes e que são realmente apaixonadas por tópicos que também me interessam. Nunca as teria encontrado no Orkut ou em nenhum outro lugar, principalmente pelas barreiras geográficas, tecnológicas e sociais. Deixei de seguir também alguns que me perturbaram ou que não tiveram muito a me acrescentar. Hoje percebi que uma parcela ínfima das pessoas que mais aprecio no Twitter são pessoas que conheço pessoalmente.

  • Aprenda a usar Hashtags (#): Demorou um pouco mas aos poucos me adaptei ao conceito. Muitas pessoas seguem os hashtags, portanto se achar que sua mensagem seja relevante para #moda ou #inovação, #arquitetura ou mesmo se #concordo com alguma coisa e isso couber dentro de seus 140 caracteres, não deixe de usar. Descobri também que #fikdik é fica a dica e #TT significa Trending Topics. Identifique também os Hashtags que mais te interessam e siga-os. Tente achá-los simplesmente colocando na caixa de busca que fica na coluna direita do Twitter.

  • Use um client: O site do Twitter em si é bem simples, tem poucas funcionalidades. Para solucionar isso, existem softwares de terceiros que ajudam na organização e busca pela informação. Não experimentei todos os clients disponíveis, apenas escolhi o TweetDeck com base em recomendações e me dei muito bem com ele. Não é tão simples no início mas depois que você pega o jeito torna sua vida muito mais fácil. Pude inclusive gerenciar mais de uma conta (inglês/português), fazer pesquisas e acompanhar as mais diversas discussões, tudo na mesma tela. O pop-up de vez em quando distrai mas aprendi a ignorá-lo quando preciso. E por falar nisso…

  • Aprenda a ser ignorado: Para quem está acostumado com e-mails, é uma sensação estranha. No Twitter, não existe obrigação nenhuma em se responder uma Mensagem Direta ou alguém que cita seu nome. Fui ignorado algumas vezes também, tive a melhor das intenções, faz parte da vida e essa é a regra do jogo.

  • Jornalistas, abracem o Twitter: Trabalhei recentemente em uma grande empresa de mídia aqui nos EUA. Aqui o Twitter está sendo cada vez mais levado a sério por profissionais das mais diversas áreas. Não se fala em combater ou reinventar o Twitter, e sim se aproveitar das vantagens que a ferramenta oferece. No Brasil pude ver algumas ações bem interessantes, como a revista @Veja recrutando usuários para testar o novo Orkut, por exemplo. Como isso seria feito com essa rapidez sem o Twitter? Talvez a matéria nem existisse. Ao mesmo tempo, li alguns textos de jornalistas brasileiros criticando e até mesmo desdenhando da ferramenta sem nem mesmo conhecer. Meu conselho a estes jornalistas: façam como eu, testem o serviço a fundo por 2 semanas, peçam ajuda, ajudem e aprendam e então sintam-se à vontade para fazer o comentário que quiserem. Me fizeram lembrar daquelas crianças chatas que odeiam brócoli sem nunca terem experimentado.

  • Empresas, façam o mesmo: apostem no Twitter – o quanto antes, melhor. O quanto mais você demorar para entrar, cometer falhas e aprender a usar, mais complicado será seu começo e mais exposto você estará. Aproveite enquanto o público no Brasil ainda é relativamente pequeno. Não tenha medo de usar a ferramenta. Não tenha medo de se identificar, seguir e ser seguido, e, principalmente, criar um contato saudável com seus consumidores. Se utilizada corretamente, é uma ferramenta que fará que você encontre até mesmo boas ideias para o seu negócio. Daqui a alguns anos, esta será a forma principal em que seus consumidores dirão ao mundo o que bem entendem sobre tudo, inclusive sua empresa. Será muito melhor se você tiver ao menos a chance de poder se defender e corrigir rapidamente dúvidas ou mal-entendidos. Você me agradecerá por isso. Se seu negócio é sério, não há razão para esperar. Se quiser promover seu produto ou negócio, tente criar promoções criativas e inteligentes, mas pense bastante antes de fazê-lo para evitar criar uma imagem negativa para sua marca. Esta foi a razão pela qual tentei ontem, com a melhor das intenções, mostrar para a empresa LeChocolatier, no Espírito Santo, que premiar usuários que dão mais RTs de uma única mensagem em 30 minutos provoca um desperdício de tempo, dinheiro, bits e paciência de muitos. No final acabam prejudicando a imagem da empresa como um todo (branding, alguém?) e criando uma má impressão a potenciais consumidores. Isto me leva ao próximo conselho:

  • Discussões abertas não compensam: Assumo minha parcela de culpa e peço desculpas aos que perderam tempo com discussões e comentários ontem sobre chocolates e SPAM. Acho que de certa forma exagerei. Deveria ter encontrado uma forma melhor de fazer isso. Me lembrarei da próxima vez. Não funcionou e acabei provavelmente criando intrigas e inimizades. Mais uma vez peço desculpas a todos, não foi esta a intenção. Valeu como aprendizado.

  • Faça seu “guideline” e publique-o se possível: Talvez isso esteja faltando no Twitter. Cada um pensa de uma forma, e se cada um tivesse seus princípios definidos claramente tudo ficaria muito mais fácil. Você provavelmente já tem suas regras formadas em sua cabeça, por que não disponibilizar para quem queira saber? No meu caso, seria algo assim:



  • Guideline para o Twitter do Edu: Twitter com chocolate v1.0

      1. Tento retribuir a gentileza de me seguirem sempre que possível. É claro que dou uma olhada antes no histórico e vejo se não se trata de algum chato (ronaldas sexys, gatinhas, safadas e afins). Normalmente dou chance. Muita até. E aí vem minha segunda regra:
      2. Se ficar insistindo que eu compre alguma coisa, participe de algo, veja seu vídeo sensual, fique rico em 5 minutos esqueça, te abandonarei. Se você escreve toda vez que vai tomar água ou seus updates são constantemente ininteligíveis ou bobos farei o mesmo. Palavrão? Um aqui, um ali para enfatizar algo acho até legal de vez em quando, se bem empregado. Tenho uma certa tolerância, mas se a cada 3 palavras 2 são palavrões não fique triste se não me tiver em sua lista de seguidores, você já sabe o motivo.
      3. Eu tento sim mudar o mundo. Já tive muitas discussões com pessoas que gosto por isso. Se gosto, falo. Se não gosto falo também, de preferência diretamente. Uma das boas coisas que aprendi com os alemães, criticar de cara limpa e depois tomar uma bela cerveja no Biergarten. Ser direto é difícil mas você acaba sendo mais eficiente e tendo menos problemas e sendo mais respeitado no longo prazo.
      4. E por falar em eficiência, tentarei também sempre melhorar meus Tweets – Aqui menos é realmente mais. Vou tentar ser mais preciso e refletir um pouco mais antes de tomar o tempo valioso de quem me segue. Se todos pensassem assim tudo seria muito mais fácil e interessante.
      5. Para finalizar, inspirado em “seja a mudança que você quer ver no mundo” (Mahatma Gandhi): Odeio SPAM. Decidi tomar a iniciativa e me comprometo a não criar mais promoções que forçam pessoas a divulgar meu site ou qualquer outra coisa. Não vale a pena. Até prefiro que os “Lemmings” se joguem em outros precipícios. Recompensarei sim quem me acompanhar nesta utopia e quiser ajudar de forma genuína. E é por isso que finalizo com a melhor promoção que consegui idealizar:



    Promoção @LeChocolatierES: Para mostrar que é possível inovar sem perturbar ninguém, farei um sorteio e darei uma CAIXA LUXO SORTIDA PEQUENA – Cod 348 a uma das pessoas que me apoiaram nestas últimas 2 semanas. Isso se a loja concordar e se o envio for viável, claro. Senão mando algo similar daqui dos EUA ou de alguma outra localidade no Brasil. O importante é que para participar, você deveria ter se antecipado e me ajudado ANTES, e de forma genuína. E muitos o fizeram, aqui está a lista dos 50 participantes:

    @MarcosLula@ananeves @recomre @marcosrogerio_ @castingblack @africanaescola @paperflower @JornalExtra @kmmoreira @marcelobolzan @BSHolveri @cnepomuceno @bellalychow@JoaoSales @sibelefausto @dtiriba @josetelmo @leobraganca @felipelevi @Horacio_BH @MonaDorf @criticarbh @joaoluis28 @innovatio @Fernanda_DC @juventudedem @rmccamargo @neide_cruz @Maxvillar @fabiolepique @maristelarocha @cadufonseca @SandroDB @ArinaldoCosta @V1marques @renarir @talitaviana @GustavoSevilla @lcsantos_2 @mktchannel @reginatto @Sielma@alicesalvo @lfmgheller @Nikolaides@marthaterenzzo9 @evasques @blog_educacao @Vacadanada @fnazareth

    Parabéns a todos. O sorteio sera realizado hoje, por volta das 12:00 horário de Brasília. A única coisa que vocês têm que fazer é cruzar os dedos e aguardar o resultado no twitter.

    Tentarei fazer isso mais vezes no futuro, recompensando quem gosta das coisas que me interessam e quer me ajudar de verdade, sem interesse em chocolates, CDs, convites, o que seja. Desta forma você sabe que se gostar do conteúdo e ajudar a promovê-lo, correrá o risco de ganhar algo legal. Talvez seja só um calendário, um café, um aperto de mão. Tenha certeza que qualquer coisa será de coração. Por isso se gostar e resolver reenviar alguma coisa, por favor que não seja por prêmio nenhum, faça isso se achar que este conteúdo será útil para as pessoas que valorizam suas opiniões. Desta forma, faço a minha parte não interrompendo ninguém com conteúdo forçado que ninguém quer ouvir. Que sirva de inspiração, realmente acredito que isto seja possível.

    E, antes de finalizar agradeço o simpático comentário dos que acompanharam o assunto de ontem:

    @Vacadanada: @ideiasdefora Apontar um bode expiatório é quase tão bom quanto arrumar uma boa solução

    Uma boa sexta-feira e um bom final de semana a todos!

    Edu

    Update: A ganhadora do primeiro concurso foi @Sielma O Twitter com Chocolate v2.0 já começou, e as regras são claras ;)

    Facebook Comments